Capoeira Raízes do Brasil é sucesso no Gabão

Grupo de capoeiristas brasileiros promovem diversas atividades na capital do Gabão

Integrantes do Centro Cultural de Capoeira Raízes do Brasil realizaram diferentes atividades, entre os dias 23 e 26 de maio de 2009, na cidade de Libreville. O grupo é composto por: Ralil Salomão (Mestre Ralil), Carey Million (Guru), George Fredson (Touro), André Costa (Foca), Nagi Ahmad (Nagi) e Rogério do Nascimento (Bocão).


No dia 23, os capoeiristas representaram o Brasil na XVIII Noite de Artes Marciais da Gabão. O maculelê também foi mostrado. As lutas com bastões, facas e navalhas no pé revelaram aspectos marciais que se encontram nas origens da capoeira. Outras modalidades marciais de diversos continentes e de grupos locais integraram evento. A noite contou com público significativo.


A praia, próxima ao Hotel Tropicana, foi palco para a segunda apresentação do Raízes (24/05). O público, formado em sua maioria por jovens, interagiu com a performance, apesar de Libreville não possuir grupos de capoeira. Mostras informais da modalidade, em espaços públicos, também fizeram parte do roteiro do grupo, na segunda-feira, dia 25.


Como última atividade, os capoeiristas visitaram a Escola Piloto São-Tomense, única escola primária local em que o ensino é conduzido em língua portuguesa. Os integrantes fizeram apresentações de capoeira e maculelê e mostraram às crianças vários movimentos de animais. As crianças reagiram positivamente, aprendendo alguns fundamentos da capoeira. O mestre Ralil presenteou a escola com um berimbau e orientou os estudantes como tocá-lo.


O Diretor do Museu de Artes e Tradições do Gabão também recebeu um berimbau e afirmou que a instituição possui um exemplar do instrumento em seu acervo. Todas as atividades desenvolvidas pelo Raízes tiveram grande repercussão e difundiram a modalidade como importante traço da cultura brasileira.



Fonte: Ministério das Relações Exteriores