ONU vai erguer memorial sobre o tráfico negreiro

Hoje foi estabelecido oficialmente na sede a ONU, em Nova York, um fundo para financiamento de construção de um memorial permanente em homenagem as vítimas do tráfico transatlântico de escravos.

Chefes das delegações do Caribe, África e outras regiões assistiram a uma cerimônia em que também foi indicado o pioneiro do hip-hop, Russel Simmons, como Embaixador da Boa Vontade para promover este esforço.

O cantor estadunidense expressou sua satisfação por ter sido designado como Embaixador da Boa Vontade. "Me honra desempenhar um papel pela construção deste monumento. Ajudarei a arrecadar dinheiro e falarei dos sofrimentos modernos e ensinarei sobre do que se trata o tráfico transatlântico de escravos. Há muito tempo que eu deveria fazer algo de que me orgulhasse em ser parte do processo", disse Simmons.

Por sua vez, o representante permanente da Jamaica, Raymond Wolfe, destacou que esta iniciativa desfruta de um total apoio dos países membros da ONU.


Em outubro de 2008 a Assembléia Geral da ONU aprovou a construção do monumento em um lugar proeminente na sede da ONU, como recordação de uma das tragédias mais horríveis da história moderna.

Durante os cinco séculos que durou o tráfico transatlântico de escravos, 18 milhões de pessoas foram arrancadas de seus lugares na África e levadas para o continente americano e Europa.


Fonte: ONU Brasil