Vidas no Lixo


No dia 13 de maio, Dia Nacional de Denúncia Contra o Racismo podemos perceber que muito ainda precisa ser feito em nossa sociedade com relação aos direitos de nós, afrodescendentes. Basta ver a violência por que passam os (as) jovens negros (as); a falta de excelentes escolas; de espaço no mercado de trabalho; o descaso com a saúde pública: apenas para citar alguns.

Vários debates tem sido travado para a melhoria da qualidade de vida da população afrodescendente. Os debates mais acirrados nos dias de hoje tem sido sobre as Cotas nas universidades e o Estatuto da Igualdade Racial, ambos na pauta das discussões do Congresso Nacional.

Para mostrarmos que muito ainda tem de ser feito, exibimos aqui em nosso blog, em parceria com o Porta Curtas, o filme VIDAS NO LIXO, de Alexandre Stockler. O filme mostra crianças e adolescentes que vivem do lixo. Enquanto reviram sacos de lixo pelas ruas e recolhem materiais úteis para vender a empresas de reciclagem, crianças - que se alimentam deste mesmo lixo - falam sobre suas vidas, suas famílias, seus sonhos e desejos de estudar, mas logo sua avassaladora realidade se impõe com a gravidez inesperada de uma menina de 14 anos. Fazem parte do elenco Crisleide Carvalho de Mello, Graziele Carvalho de Paula e Lenadro da Silva Messias.





Este curta faz parte do projeto Marco Universal.