Receptora do coração de Eloá quer andar de bicicleta e aprender capoeira

Brasil - 3/11/2008 17:58:00

Receptora do coração de Eloá quer andar de bicicleta e aprender capoeira

Ao receber alta médica do hospital Beneficência Portuguesa, de São Paulo, Maria Augusta dos Anjos, 39, receptora do coração de Eloá Cristina Pimentel, 15, disse que pretende andar de bicicleta e aprender a jogar capoeira.

Ela e o mecânico industrial Emerson Gentil, 25, --que recebeu o rim esquerdo e o pâncreas de Eloá-- foram operados no dia 20 de outubro.

Eloá morreu após passar cem horas refém do ex-namorado em Santo André (Grande São Paulo). Ela foi atingida por tiros disparados por Lindemberg Fernandes Alves, 22, e foi internada em estado gravíssimo no dia 17 de outubro.

No dia 18 de outubro foi constatada a morte cerebral da jovem, e, no dia 19 de outubro, a família decidiu doar os órgãos da menina.

Eloá Cristina Pimentel, 15, que foi baleada na cabeça após ficar cem horas rendida pelo ex-namorado em Santo André, na Grande SP Anjos estava há um ano e nove meses na fila de transplante. Ela estava tomando banho quando recebeu a notícia de que receberia um novo coração. "Eu senti tristeza por ter acompanhado o caso Eloá, mas alegria porque a minha vida ia mudar para melhor e um pouco de angústia e medo devido a cirurgia", afirmou Anjos.

Segundo conta, o dia da cirurgia foi ainda mais especial, pois era seu aniversário e, neste dia, recebeu o convite de casamento de seu noivo.

De Ananindeua (PA), ela era portadora de um problema congênito no coração. Sempre frágil, nunca trabalhou e recebia cuidados constantes de familiares. Agora, consegue subir escadas e tomar banho sozinha, atividades triviais antes impensáveis de executar sozinha.

Além de andar de bicicleta e aprender capoeira, ela quer visitar o parque do Ibirapuera e, num futuro próximo, cursar faculdade de Turismo. Na tarde de hoje os médicos disseram que dentro de dois meses ela poderá ter uma lua-de-mel plena. Anjos afirmou que gostaria de conhecer a mãe de Eloá e agradecê-la pessoalmente, mas ainda não sabe quando irá fazê-lo.

Bolo de chocolate

O mecânico industrial Emerson Gentil, 25, de Guarulhos (Grande São Paulo) recebeu o rim esquerdo e o pâncreas de Eloá. Os dois órgãos dele tiveram seu funcionamento comprometido devido às complicações decorrentes da diabetes que ele porta desde os 12 anos.

Na fila de transplante há dois anos e oito meses, ele estava usando insulina e fazia hemodiálise três vezes por semana, quatro horas por dia.

Um dos desejos de Gentil já foi atendido. Devido à doença, tinha o consumo de água controlado. "Estou adorando beber água à vontade", disse. O outro desejo vai demorar um pouco, mas ele quer realizar. É o bolo de chocolate da mãe, que em breve terá condições de consumir.

A cirurgia o fez repensar sobre sua expectativa de vida. "Eu achava que não ia chegar aos 30 anos e agora quero pelo menos chegar aos 50 anos de idade", disse.

O mecânico industrial quer voltar a trabalhar em breve. Ele ficará dois meses em observação e ontem teve sua primeira grande emoção após saber do sucesso da cirurgia e que receberia alta médica. Palmeirense roxo, a emoção que foi ver o time do Parque Antártica derrotar o Santos, em plena Vila Belmiro, na Baixada Santista, por 2 a 1.

Fonte: Rádio Grande FM